fbpx

Digite para buscar

Contra a corrente

Elon Musk: Decréscimo populacional é risco à humanidade

Desafiando o discurso globalista, bilionário dono da Tesla diz que mundo precisa de mais gente: "se as pessoas não tiverem mais filhos, a civilização irá desmoronar"

Compartilhar
Elon Musk: Decréscimo populacional é risco à humanidade

Elon Musk, 50, desafiou os globalistas e a ideia de que a superpopulação planetária é um risco para a humanidade.

Ao contrário: segundo o bilionário dono da Tesla e da Space X, o mundo precisa mesmo é de mais gente. “Acho que um dos maiores riscos para a civilização é a baixa taxa de natalidade e o rápido declínio da taxa de natalidade”, disse Musk, que é pai de seis filhos, a CEOs do Wall Street Journal, nesta terça-feira (7).

“E, no entanto, tantas pessoas, incluindo pessoas inteligentes, pensam que há muita gente no mundo e pensam que a população está crescendo fora de controle. É completamente o oposto. Por favor, olhe para os números – se as pessoas não tiverem mais filhos, a civilização vai desmoronar, anotem minhas palavras”, disse o magnata.

Musk também criticou a tentativa de as pessoas viverem por mais tempo do que o necessário. 

“Acho que é importante morrermos porque, na maioria das vezes, as pessoas não mudam de ideia, simplesmente morrem”, disse ele.

“Se vivermos para sempre, nos tornaremos uma sociedade muito ossificada, onde novas ideias não terão chance de sucesso.”

Leia também: População da China está diminuindo, diz especialista

Crédito da imagem: Daniel Oberhaus (2018) / (CC BY 2.0 - Alguns direitos reservados)
Com informações de USA Today e RT News
Assuntos:
Leonardo Trielli

Leonardo Trielli não é escritor, não é palestrante, não é intelectual. Também não é bombeiro, nem frentista, não é formado em economia e nem ciências políticas. Nunca trabalhou como mecânico e nem bilheteiro de circo. Twitter: @leotrielli

  • 1