A manchete sobre aumento da jornada de trabalho para 12 horas enfureceu petistas que criticam a mídia. Era manipulação petista da mesma mídia.

Uma manchete publicada ontem gerou faniquito, siricotico, chilique, fricote, ataque de pelanca e textões indignadíssimos na galera politizada e crítica o povo não é bobo abaixo a rede Globo: a ditadura de Michel Temer, instituída por golpe sem voto popular e rasgando a Constituição democrática, instaurou no Brasil uma jornada de trabalho de 12 horas, e agora todos serão obrigados a trabalhar em carvoarias insalubres tendo apenas grama e cascas de árvore como alimento, enquanto tanques na rua, financiados pela sub-ditadura de FHC, Serra, Cunha e Alckmin arregimentam o povo à força a ir para os campos de concentração do novo tirano.

Tudo porque quase em uníssono, na autofagia jornalística já denunciada por Rolf Kuntz (jornalistas só lêem outros jornalistas), uma manchete saiu dizendo que a reforma trabalhista de Temer “prevê jornada de 12 horas”, ou coisa do tipo, e todos os outros sabichões do bereguenaite saíram apressadíssimos a aumentar sua dose de preposições, palavras suprimidas e semântica nas frinchas do ridículo para fazer com que o povão que só lê manchete saia por aí apontando dedos e repetindo parvoices, sem perceber que o único toscão da manobra foi ele próprio.

Google - manchetes sobre "jornada de 12 horas".

Faça o seguinte: pense naquele seu amigo de Facebook que odeia a mídia conservadora, que é crítico, que denuncia manipulação, que ri de quem fala em doutrinação, que estudou História enquanto os coxinhas reaças nunca lêem nada e veja se ele saiu postando notícias, dando RT e curtidas em comentários malucos sobre a “jornada de 12 horas” instituída por Michel Temer, o Usurpador?

CATAPIMBA!!! Como esse povo é previsível e facilmente manipulável, hein?

CarvoariaO que acontece é que a CLT, inspirada na Carta Del Lavoro de Mussolini (a importação do modelo corporativista do fascismo, em que as “entidades de classe” ou “movimentos sociais” forçam seus interesses e benesses aos investidores através do Estado) e implantada no Brasil pelo mais sanguinário e assassino dos ditadores brasileiros, Getúlio Vargas, citado por 9 em cada 10 petistas na defesa de Dilma Rousseff, afundou a crise de benesses com o dinheiro dos outros que o PT legou do Brasil.

Ou seja: se os conchavos com os bancos geraram os decretos pelos quais Dilma Rousseff sofreu impeachment (que “crítico foratemerista” sabe disso?), fazendo com que o povo pagasse pelos gastos governamentais (incluso, por exemplo, a suíte Tiffany onde Dilma ficou hospedada em Nova York pela bagatela de 22 mil rousseffs por noite) através dos bancos, a coisa ainda piora quando empresários precisam demitir trabalhadores para pagar as contas do PT (que inteligentão “Dilma nunca cometeu nenhum crime” sabe disso?) e, sem poder contratar por causa de uma legislação de “direitos trabalhistas” (estes sim comprovadamente fascistas, até historicamente), aumentam o desemprego.

Como fazer o povo trabalhar de novo e não entupir todo o país com a maior rede se espalhando pelo Brasil, a “aluga-se”, com sua subsidiária “Passo o ponto”? Com uma lei trabalhista realista.

“Ah, mas vão cortar direitos trabalhistas e agora vão poder me obrigar a trabalhar 12 horas por dia!” Não, não vão. Apenas se regulamentou quem precisa fazer isso e ficava sempre numa greta legislativa. E há quem faça isso há tempos: motoristas, pilotos, policiais, cirurgiões e, ah, essa turma que não tem uma porcariazinha de “direito trabalhista” para chorar suas lágrimas, os autônomos! Aliás, empresário também não tem e pode ter de trabalhar 16 horas por dia sem ganhar 1 centavo a mais por isso.

Então, agora ficou mais fácil contratar, e Michel Temer, a Besta do Apocalipse, irá melhorar a sua situação, que está na pindaíba e achando que foi o PT de Lula e Dilma que te deixou devendo até as cuecas sujas pro mesmo banco que lucrou com os decretos de Dilma (e que financiou as campanhas petistas, enquanto você morre de medo de “capitalismo” e “sistema bancário”, mas vota no que o banco manda e quer), enquanto diz que ela não cometeu crime nenhum e que isso é invenção da mídia golpista.

Aliás, reparou como você acha que não é manipulado pela mídia por acreditar cegamente em outras mídias que são pró-PT, sem nunca achar que é manipulado por ela?

EscravidãoGrande destaque para a sutileza do Tijolaço, de Brizola Neto (em inicial minúscula, “jornada de trabalho de 12 horas está nos planos de Temer”), e o melhor, Paulo Henrique Amorim, que recebeu R$ 865 mil do governo só em 2016 (por que será que defende Dilma? certamente porque pesquisou e concluiu que ela é inocente, após avaliação imparcial e técnica) para soltar manchetes como “Jornada vai ser de 12 horas diárias”.

Assim, o povo que denuncia todo mundo como “fascista!”, enquanto defende uma legislação abertamente fascista, que denuncia o capitalismo dos bancos enquanto vota no candidato dos bancos, que entra em crise e pede como salvador quem lhe enfiou numa crise, que paga (literalmente, em espécie, retida na fonte) pelos crimes de Dilma para afirmar que Dilma não cometeu crime nenhum e, sobretudo, que afirma que quem pesquisou notícias para entender o que raios é uma “pedalada fiscal” ou um “decreto legislativo” é “manipulado”, se assusta com manchetes e sai declarando que Michel Temer instituiu o trabalho escravo maoísta. O que, aliás, é exatamente o sistema socialista que eles próprios tanto defendem!

Dá pra se contradizer mais em tão pouco espaço? Fica o desafio.

Ah, espere, não terminou. A humorista Criss Paiva escreveu no Facebook:

Vc pode escolher entre:

Ler as manchetes caça-click apelativas sobre “governo aprova jornada de 12h”, falar merda e passar vergonha.

Ou pode se informar, ver que se trata de “12h sendo no máximo 48h semanais”, usar a calculadora do seu celular pra multiplicar 24h x 7dias, descobrir que 7 dias tem 168h e que, se (eu disse SE) por acaso vc fizer um acordo trabalhista para cumprir 12h x 4dias/semana, vai estar na famigerada e já existente “escala 12×36” (onde se trabalha 12h e descansa as 36h seguintes). Isso já funciona pra policiais, por exemplo.

Mas a escolha é sua, claro.
Beijo e bom dia!

Fez as contas? Se não fez, informe-se com quem fez. Nunca ficou tão claro que esquerdistas dividem-se entre manipuladores imorais e uma massa que não sabe o que está defendendo: seu próprio suicídio. Aprenda a lição e largue de ser trouxa.

Contribua para manter o Senso Incomum no ar sendo nosso patrão através do Patreon

Não perca nossas análises culturais e políticas curtindo nossa página no Facebook 

E espalhe novos pensamentos seguindo nosso perfil no Twitter: @sensoinc

Saiba mais:

  • Emerson Soster

    Legal é ver os comentários e perceber (como sempre) que o argumento de quem não os têm é a ofensa e o falso senso de “superioridade intelectual”, refutando com um simples desdém.
    Parabéns pelo texto.

  • Vander Lei

    Vdd. É surreal ver a capacidade cognitiva do brasileiro médio. É negativa! Por essas e mais outras que as esquerdas fazem a festa por aqui.

  • Adolfo Brás Sunderhus Filho

    Fazia tempo que eu não lia tanta asneira num texto só.

  • Fabio Amorim

    A necessidade que nego tem de querer cagar goma e dar uma de pasquale na internet é incrível, hauhauahuahu!

  • Fabio Amorim

    Velho, diminui o número de piadinhas. Dá até pra se esquecer do que o texto se trata de tanta piada escrota e desnecessária, que só serve para se comunicar com quem já tem um pensamento alinhado com o seu.
    Ou seja, não serve pra porra nenhuma para fins de esclarecimento para quem precisa se esclarecer sobre o assunto. Para quem se diz analista politico, palestrante, escritor, tradutor e faz tudo em geral, já deveria saber disso.
    De resto, e se atendo ao que interessa no texto, concordo contigo.

  • Seu Cuca

    Que monte de bobagem. Que petista é um ser estupidamente alienado, isso é inegável. Mas tem surgido uma sub-espécie tão ignorante quanto: o anti-petista. No seu desespero em desmoralizar uma classe (que já é desmoralizada por natureza), aceita como certas coisas descabidas e se acha dono da verdade. Tá aí esse texto pra não me deixar mentir.

    • Vander Lei

      Ué? Mas então não minta!
      Explique então do porquê você caga o chiclete e depois volta a mastigá-lo.

  • Alexandre

    O fato de o Flavio Morgenstern não mencionar nenhum outro detalhe da proposta trabalhista
    neste post, mas limitar-se a criticar (muito apropriadamente!) o “diz que-diz
    que” gerado pela possibilidade da jornada de até 12 horas, me leva a crer que a
    proposta ainda não está disponível para nós, povo comum. Portanto, estamos
    ainda no campo das especulações.

    Já que estamos especulando, fico pensando qual será a participação, esforço,
    sacrifício que o governo fará para facilitar a relação trabalhista. Será que
    vai diminuir sua mordida (FGTS, INSS, IRPF, etc.)?

    Ou será que a conta será dividida somente em duas partes (empregado e patrão), quando na
    verdade deveria ser dividida por três (empregado, patrão e governo)?

  • Ana Paula Farago

    Pode ser porque sou aquariana, pode ser porque devo ter tempo, pode ser porque estou cansada desse uso da internet, pode ser porque sou defensora das minorias sem ser o Capitão Gay, pode ser porque essa desinformação toda é ridícula, pode ser… (vocês, com certeza, irão completar), mas a questão é: não daria para colocar seu ponto de vista com argumentos? É triste ver algo tão vazio sendo usado justamente para manipular quem gosta deste tipo de “aprofundamento”.
    Mas esperar o quê? “Pessoas que crescem ouvindo Iron Maiden sabem da aventura que é viver. Pessoas que crescem tendo como referências John Lennon, Beatles… crescem pedindo paz e tolerância e votando em defensores do MST e do Estado Islâmico para cuidar dos obscurantistas. Ou viram comentaristas de política achando que gritar “democracia” e “religião pacífica” é a solução para o mundo.“ Não de estro próprio.
    Mas jornalistas só lêem jornalistas?
    De estro próprio, escreve: https://papodehomem.com.br/ayrton-senna-mitos-e-lendas-17-anos-depois
    E esse é sensacional: https://papodehomem.com.br/manual-compacto-de-como-foder-por-completo-uma-discussao-na-internet
    Freud deve explicar…

    • Helber Lessa

      Tão vazio?Não ficou claro o suficiente para vc que o artigo mostra por A+B que a ação não vai forçar todo mundo a trabalhar 12 hrs por dia td dia, mas apenas permitir, quem QUEIRA, trabalhar mais 2 hrs extras, desde que respeite o limite semanal ?

      • O mais interessante é que há apenas ataques ao argumentador. Começa com uma carta de “olha como sou foda, divina, iluminada, superior, acredito em signos e defendo os frascos de comprimidos” para posar de superior, sem ter que atacar uma fodendo linha acerca do texto.

        Esse povo tá ficando elaborado na trucagem! Daqui a pouco tá pedindo seis com três palhaços!

  • Tierro David

    texto de burro para leitores burros

    • Alexandre

      E você poderia dizer o porquê desta sua… azeda opinião?

    • Vander Lei

      Leste o texto então? Rsrsrs…

    • Kleber Fainer

      Você deve ser mais um otário que só lê a manchete, né?

    • Bruno Goudet

      Ui!

  • Rovery Adriano

    Como alguém que se diz escritor pode escrever tão mal?

    • Bruno Goudet

      Você sempre terá Os Lusíadas para saciar vosso apetite literário.

  • Rafael Costa

    RESUMINDO: Nessa nova alteração das leis trabalhista o que está em pauta são:
    1) As 4 novas horas extras.
    2) Implementação de ganho por horas de trabalho.
    3) Implementação de ganho por produção.
    4) 12h de trabalho por dia, sendo que essas horas tem um limite semanal de 48h. Exemplo simples de distribuição dessas horas: ( SEG: 12H, TER: 12H, QUA: 12H, QUI: 12H = 48H SEMANAL /// OUTRO EXEMPLO MAIS COESO: SEG: 10H, TER: 10H, QUA: 10H, QUI: 10H, SEX: 6H = 48H SEMANAL)

  • Ze Burke

    O comentarista quer dizer que são otários todos aqueles que acreditam nos meios de comunicação, sendo mais manipuláveis os cretinos da esquerda, pois estes ainda são moucos e têm a retina vermelha. O comentarista precisa das falsas dicotomias (coxinha X mortadela, direita X esquerda, Fla X Flu, hétero X gay etc.), porque não conseguiria viver ou sobreviver sem elas e, ao mesmo tempo, produzir com soberba tanta falácia.

    • Alexandre

      Ele quis dizer, penso eu, que não basta ler (e bem) nas linhas, também é preciso prestar atenção nas entrelinhas. Muita gente neste país precisa de falsas dicotomias e de falácias, não é mesmo? Ou isso não é a marca registrada da nossa esquerda?

    • Helber Lessa

      Considerando que esquerdistas vivem falando de que como a Globo é manipuladora ( além de outros jornais)e quando ela joga uma chamada bosta para enganar leitores de títulos,”esquecem” disso e começam a compartilhar loucamente, a presença da dicotomia é existente, já que nunca vi a direita fazer isso.

  • Ricardo Bordin

    Aliás, vocês sabem qual o principal argumento dos “progressistas” contra a jornada 12×36? Segundo eles, com este dia de folga entre uma jornada e outra, o trabalhador pode encaixar outro emprego (com outro empregador), e ficar trabalhando sem folgas nas duas ocupações, mas recebendo dois salários. E aí eu pergunto: o que o Estado tem a ver com isso??? Vão me proibir de trabalhar mais para ganhar mais dinheiro? Se eu quiser encaixar um serviço diurno e outro noturno, vão dizer que não posso também? Como afirmava Hayke, não há como o Estado controlar a economia sem acabar, eventualmente, controlando todos os aspectos de nossas vidas.
    “Ah, mas você vai acabar adoecendo, e exigindo gasto público do SUS com seu tratamento”. Ótimo: privatiza a Saúde e pode diminuir 20% da carga tributária no Brasil. Resolvido o problema!
    https://bordinburke.wordpress.com/2016/09/09/proibir-o-waze-sera-este-o-caminho/

  • elesbao

    Concordo com o escritor, porém não gostei do texto, parece rabuscado demais (esse excesso pode transmitir certa arrogância), talvez misturando com um pouco de uma linguagem mais simples, fique melhor e mais agradável de ler.

  • Ricardo Bordin

    O Judiciário já vinha considerando válida a escala 12X36 justamente por considerar que ela é MAIS BENÉFICA para o empregado. Mas o professor maconheiro que mora com os pais é que tem razão…

    • E olha que tem um porrilhão de juiz que faz esse perfilzinho, só que de toga. O próprio Joaquim Barbosa, que os direitolas “militaroides” de Facebook, curte a teoria do “direito achado na rua”.

Sem mais artigos