Blogs e mídia insistem em associar qualquer oposição ao PT e à esquerda ao PSDB. Será que nunca entenderão o óbvio dos óbvios?

Gilmar Mendes, o ministro do STF, suspendeu o interrogatório de Aécio Neves, o ex-candidato à presidência tucano, na ação da Procuradoria Geral da República que investiga corrupção em Furnas. Gilmar Mendes também definiu que Aécio tem o direito de ouvir as testemunhas de acusação antes de ser ouvido para sua defesa.

PUBLICIDADE

Blogs e jornais com linha editorial à esquerda são ávidos em publicar denúncias contra tucanos, ou mesmo as batidas frases de FHC repetindo declarações esquerdistas, tentando atacar a direita. O processo chegou no auge durante o impeachment, quando uma campanha de desinformação extremamente coordenada acusou simplesmente qualquer pessoa que preferisse o impeachment de “tucana”, ou mancomunada com o PSDB.

O truque prossegue, por ser a única narrativa que a esquerda consegue tentar manter de pé para continuar acreditando em si mesma. Cada micro-nota a respeito de um tucano é divulgada aos 7 mares como um ataque à nascente direita brasileira.

Entretanto, a estrutura do argumento revela sua fraqueza: se o PSDB é usado como bucha de canhão, é por ser desacreditado. E se é desacreditado, não é porque petistas não gostam do PSDB (só petistas ligam para o que petistas pensam), e sim porque a população, mormente exatamente aquela que apoiou e apóia o impeachment, também detesta tucanos. Diga-se, foram muitas notícias que mudavam a cada 12 horas no ano do impeachment, o PSDB recusou-se a apoiar o impeachment nos primeiros atos do povo nas ruas pelo país, sendo chamado de “traidor” por meses.

Ou seja, a mídia e os blogs insistem numa narrativa suicida, que só convence aos próprios militantes petistas: a de que os quase 70% de pessoas do país que apoiaram o impeachment seriam não apenas caudatários de Serra, Alckmin, FHC, Aécio e quejandos: seriam verdadeiros militantes tucanos, gente que mata e morre em nome do PSDB.

Como costumam operar a soldo partidário, escondido numa rede de triangulações e “verbas de publicidade” (como se uma petrolífera monopolista precisasse de um anúncio num blog para sobreviver e vender gasolina), tais blogs têm uma visão puramente eleitoral da política, e acabam alimentando a cabeça de jornalistas de grandes publicações. Seu inimigo são adversários eleitorais do PT, não discordâncias morais, filosóficas ou ideológicas do partido. Agem apenas por poder e dinheiro, não por silogismos. Ou mesmo sinapses.

Para eles, o grande inimigo a ser imolado no altar da revolução ainda é o PSDB, sempre ao retumbantemente implícito coro de “Tá vendo, tá vendo? Ele também é corrupto!”, como se o povo cada vez mais decepcionado com a esquerda, e buscando conhecer a tal direita, tivesse heróis e “bandidos preferidos” como os petistas têm.

A idéia de usar a camiseta do Brasil, criticada como “a camiseta da CBF corrupta”, não é obviamente demonstrar que não é uma manifestação a favor de um partido corrupto rival, ou é preciso externalizar, desenhar, explicar e desenhar a explicação, como diagnostica Olavo de Carvalho?

A verdade é exatamente o oposto de tal cenário: enquanto a esquerda vota em políticos e partidos como salvadores e heróis da pátria, a direita só escolhe o mal menor. Enquanto a esquerda crê que Lula é intocável e o PT a única esperança, a direita vota com nojo, quase tapando o nariz na hora de apertar os botões na urna.

Enquanto a esquerda continuar acreditando na sua própria patacoada, numa mentira feita para engabelar petistas, e não o povo, quem sofrerá será unicamente a própria esquerda, thank God. Desde que o povo vota, desde o fim da ditadura, e ainda mais no auge das discussões políticas na internet, quando se começou a buscar novas referências e visões além daquilo que a mídia disponibiliza ao público, as pessoas só votam nos tucanos por falta de opção melhor.

Livrar-nos do PSDB, um partido de esquerda, ultrapassado e corrupto, abrindo caminho para opções realmente de direita hoje ignoradas, é apenas um favor que a esquerda pode fazer a nós.

E só revela como a esquerda consegue ser ruim, se seu maior trunfo é conseguir ser eternamente pior do que o PSDB.

—————

Assine nosso Patreon ou Apoia.se e tenha acesso à nossa revista digital com as Previsões 2017!

  • kaio vinicius mecenas

    Caro John um tal Andrew Breitbart um pensador de direita já dizia se vc não vota no unico candidato de direita,por mais que vc não o apoie ele vc esta com eles.

  • [NK] Sweetlemonade

    Doria é um cavalo de Troia. O cavalo de Doria. Hoje ele fez uma live com a Reinalda Azeveda para difamar o Bolsonaro. Só mostra o medo que os tucanos tão do Jair.

    Brasileiros, estejam avisados: vocês querem colocar um homem na presidência do Brasil por ter trabalhado 5 meses, e estão jogando no lixo o que o BOLSONARO fez durante 25 anos. Quem estava batendo no PT e PSDB lá por meados de 2000? Quem apanhou feito cachorro louco por denunciar o próprio partido? Quem sempre foi perseguido pela mídia brasileira?

    2018 vai definir se vocês, brasileiros, merecem continuar sendo habitantes ignorantes florestais de terceiro mundo, ou se acordaram para a vida.

    PT e PSDB nunca mais!

  • Pedro Rocha

    Ainda está para nascer um partido de direita no Brasil e esse será o Partido Militar Brasileiro – PMBr.

  • Varg

    Engraçado esse troço de camisa da CBF, sendo que até o Lula já usou. Ué

  • Odilon Rocha

    Só não há mais cabimento em fazer uso da expressão ‘ditadura’.
    Ex-integrantes de grupos revolucionários naquela ocasião, hoje empreendedores, que admitem abertamente o erro e fracasso, corroboram não ter havido uma ditadura plena como em Cuba, Coréia do Norte, Repúblicas Africanas, etc..
    Governo militar, regime militar, contragolpe militar, tudo bem.
    No mais, ok…excelente artigo, como sempre. Quem ainda não havia reparado isso está mais por fora do arco de barril.

  • Rafael Akinaton Dantas

    Flávio, sempre digo que o Brasil é um país socialista. uma vez “médio” (como foi o FHC), uma pesado (como foi o Lula/Dilma) e uma vez “leve” (como foi a ditadura militar). Nunca fomos direitistas ou capitalista de verdade. Apesar que podemos trabalhar para comprar o que quiser o estado sempre foi nossa cruz com seus pesados impostos. Se é por consumismo até a China é mais justo que a gente. Se é por saúde, mesmo pago, o EUA são mais justos que a gente. Se é por segurança a Rússia é mais justa que a gente e por fim se é por educação o Chile é mais justo que a gente. Todos os candidatos para 2018 são centro esquerdistas ou esquerdistas. Não há um de direita ou de centro mesmo (não vai para esquerda e nem pra direita). Acredito que nós somos a maior engenharia social do mundo, ou é apenas teoria da conspiração de minha parte.

  • Eduardo Sá Carneiro

    Serviu pra desbancar aquelas figurinhas carimbadas, inventores da roda cotidianos, que falam em “viés” e “corrupção” em textos mal escritos, de redundância e elementaridade soníferas, em posts da Janaína. Sem indiretas.

  • Julio Cesar

    Muitos dizem que a direita no Brasil é desorganizada, que não existe consenso entre os liberais, libertários, conservadores. . . dizem que não existe uma unidade na direita.
    Mas esse tipo de postura do PT só comprova que essa tal comunhão está longe de ser alcançada por esses partidos de esquerda também (embora o objetivo fim deles seja o estabelecimento de um socialismo totalitário no país)

    • Pedro Rocha

      Mas há uma diferença grande entre a esquerda e os demais. A esquerda diverge em métodos mas não em fins e mesmo brigando entre si atacam seus inimigos comuns.

      Já a tal “direita” não sabe nem quem é ela mesma, pois tem gente até hoje que acha que movimentos de esquerda como liberais e libertários são de “direita”. Mesmo o Conservadorismo, por conta de sua raiz protestante, é um movimento desunido por natureza, pois varia no tempo e no espaço de acordo com o que quer “conservar”.

      Assim, sonhar com uma “direita” unida é complicado, pois quem botou o Islã para fora em Poitiers, Lepanto e Viena foram os tradicionalistas, que praticamente não mais existem como força política.

  • Eliane Moura

    Ei! Deixa eles cavarem a própria tumba! :0)

Sem mais artigos