Tiazinha

Advogado anexa contrato de dominação sexual em ação

"A Submissa aceitará ser chicoteada, espancada, varejada ou receber quaisquer outros castigos que o Dominador decidir aplicar, sem questionamentos", diz a ação

Publicidade

O episódio aconteceu em dezembro do ano passado, em Cuiabá, quando um advogado colocou, entre os anexos de uma petição por danos morais, um contrato de submissão sexual e enviou ao TJ-MT (Tribunal de Justiça de Mato Grosso).

O correto, de acordo com a reportagem do Yahoo Notícias, seria o defensor ter posto o contrato entre o cliente e a empresa.

O advogado foi avisado do erro pelo próprio juiz que disse ter um documento “estranho aos autos“.

Veja o anexo que o advogado incluiu nos autos:

Advogado, ação, submissa, dominador

 

 

Advogado, ação, submissa, dominador

Advogado, ação, submissa, dominador

 


Conheça a importância da Primeira Guerra Mundial assinando o Guten Morgen Go – go.sensoincomum,org!

Publicidade
Sem mais artigos