ancorando

Digite para buscar

almofadinhas do ódio

Doria cria o gabinete do ódio tucano: até com SS, a “Sala de Situação”, para fichar opositores

Projeto vai torrar R$ 15 milhões do seu dinheiro para Doria instituir o Big Brother de seus desafetos e fazer gifs (!). Iniciativa vai até pouco antes do ídolo dos isentões se candidatar a presidente

Avatar
Compartilhar
doria-dandi-senso

Cada vez mais fica clara a intenção da chefia da isentoleft de jogar no colo de Bolsonaro todas as táticas que vêm sendo e que serão utilizadas por eles mesmos. A maior embromação da nova república e ídolo do núcleo da isentolândia descafeinada, João Doria, o governador de São Paulo, resolveu que precisa monitorar seus desafetos. 

Como nada é de graça nessa vida, o nosso governador resolveu lançar um edital para a contratação da empresa que fará esse serviço. A quantia de R$ 15,8 milhões será utilizada para criar “fichas individualizadas” de “detratores e apoiadores” nas redes sociais.

O tal gabinete do ódio que as maritacas reverberantes do tucanato insistem em dizer que Bolsonaro tem, na verdade, parece ser o sonho deles. Doria, ao que parece, vem trabalhando arduamente para melhorar sua imagem, gerando crises imaginárias no governo federal. 

O tiro tem tudo para sair pela culatra. Sua funcionária, cheia de si, achou que o programa de propaganda do governo paulista, o Roda Viva, sob sua batuta, estouraria os índices de audiência. A entrevista com o Mini-Me de Doria, Bruno Covas, sepultou a ilusão. Apenas 75 mil visualizações no YouTube.

Doria já enfeiou o Palácio dos Bandeirantes, transformando seu interior clássico num galpão de telemarketing. Segundo Artur do Val, Doria vai gastar mais R$ 325 mil para reformar o próprio gabinete. 

A gestão do nosso Dr. Gori de suéter amarrado nas costas parece muito mais preocupada com o que dizem dele do que com as ações efetivas que poderiam, talvez, lhe dar mais popularidade. 

dorinha

————-

Conheça a importância da Primeira Guerra Mundial assinando o Guten Morgen Go – go.sensoincomum,org!

Assuntos:
Avatar
Carlos de Freitas

Carlos de Freitas é o pseudônimo de Carlos de Freitas, redator e escritor (embora nunca tenha publicado uma oração coordenada assindética conclusiva). Diretor do núcleo de projetos culturais da Panela Produtora e editor do Senso Incomum. Cutuca as pessoas pelas costas e depois finge que não foi ele. Contraiu malária numa viagem que fez aos Alpes Suiços. Não fuma. Twitter: @CFreitasR

  • 1