Digite para buscar

Pornoeducação

Alunos de escola de Ohio leem “poesia” sexual com descrição gráfica

Poesia ensinada a jovens de 14-15 anos fala de jovem que abandona religião, se relaciona com traficantes e envia fotos nua a garotos

Compartilhar
Alunos de escola de Ohio leem "poesia" sexual com descrição gráfica

A escola pública Hilliard Bradley High School, próxima de Columbus, Ohio, está solicitando que os alunos de inglês da nona série leiam um livro de poesias intitulado “O Poeta X”. A “obra” fala sobre uma jovem que está abandonando sua fé cristã, se relaciona com traficantes de drogas e participa de atos sexuais.

Com alguns limites, a escola concedeu aos alunos a opção de não participar das leituras caso os pais não se sintam confortáveis ​​com o conteúdo gráfico do livro – que apresenta imagens eróticas dos personagens.

Nas primeiras páginas do livro, a personagem principal, Xiomara, se aproxima de traficantes de drogas que insultam a menina menor de idade. Um deles diz: “as garotas da igreja são todas malucas (…), são todas aberrações”.

Em outro trecho, meninos pedem fotos da menina nua.

Outras partes do livro descrevem atividades sexuais explícitas. Um poema intitulado “Finger” (Dedos) descreve a masturbação; outro, com o título de “Hands” (Mãos), descreve Xiomara tocando as partes íntimas de seu pretenso namorado em uma sala de aula.

Mas o ponto central do livro é o ataque à religião cristã. A personagem acredita que o cristianismo – a base de seus valores familiares – limita sua capacidade de viver livremente. Nas páginas iniciais, Xiomara fala sobre como anseia dizer à mãe que Jesus é “um amigo que acho que não preciso mais”.

O poema diz:

Não há nada que me faça pensar sobre a importância de DEUS
Sobre uma santíssima trindade que não inclui a mãe. São todas as coisas.
Parece que, à medida que fui ficando mais velha, comecei a realmente ver a maneira como a igreja trata uma garota como eu de maneira diferente. Às vezes, sinto que tudo o que valho está sob a saia e não entre as orelhas.
Às vezes sinto que minha vida seria mais fácil se não me sentisse em dívida com um Deus, que realmente não parece estar aqui procurando por mim.

O título de um dos poemas é “Acho que a história de Genesis é uma estúpida loucura”.

O livro foi escrito por Elizabeth Acevedo, filha de imigrantes dominicanos. Acevedo ganhou vários prêmios de poesia por “O Poeta X”.

Donna Senchesak, diretora do grupo Pais pelos Direitos Educacionais em Ohio, e mãe da aluna Hilliard Bradley, disse ao portal Daily Wire que o objetivo do distrito era fornecer poesia escrita “por autores não brancos”, decisão da qual ela não se opõe. O que Senchesak questiona é a escolha da tal poesia gráfica.

Senchesak tirou sua filha da classe de leitura e disse que ainda está lutando contra o distrito escolar para que outros alunos e pais não sejam submetidos aos poemas.

“Ainda estou lutando por esses alunos e pais, embora minha filha não precise mais ler. Estou preocupada com as crianças. Como elas vão lidar com isso?”

Donna solicitou uma reunião com o diretor, mas o encontro foi negado depois que sua filha foi retirada do programa de leitura.


Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Entenda o pensamento do maior psicólogo da atualidade: Jordan Peterson – Entre a Ordem e o Caos!

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Vista Direita

Assuntos:
Luigi Marnoto

Luigi Marnoto é cozinheiro e só não foi guia de cego e bombeiro. Atualmente escreve no Senso em troca de uns caraminguas. É pai e avô quase exemplar e campeão de porrinha.

  • 1