Digite para buscar

Minha casa, minha vida

Co-fundadora marxista do Black Lives Matter comprou 4 casas desde 2016

Patrisse Khan-Cullors, que se autodeclara uma "marxista treinada", mostra o lucrativo negócio de botar fogo em casas alheias com aplausos da mídia

Compartilhar

A ativista comunista Patrisse Khan-Cullors (foto), uma das co-fundadoras do movimento Black Lives Matter, teria comprado quatro casas nos últimos anos – na mesma medida em que seu perfil de ativista crescia e os protestos se multiplicavam em todo o país.

Na semana passada, o site imobiliário Dirt.com relatou que a “ativista de justiça social de 37 anos”, Khan-Cullors comprou uma propriedade de US$ 1,4 milhão em Topanga, nos arredores de Los Angeles, situado entre as montanhas de Santa Monica.

Em Los Angeles, US US$ 1,4 milhão em um imóvel não é um valor necessariamente extravagante, mas seria uma pequena fortuna na maioria das regiões americanas. Boa parte das críticas à Kahan têm vindo do próprio movimento criado por ela – o fato de adquirir uma propriedade em um bairro predominantemente branco vêm incomodando seus seguidores.

senso incomum
Alguma duvida sobre a Formação Senso Incomum? Clique aqui e fale com nosso suporte

Mas, segundo o New York Post, Khan-Cullors também é proprietária de várias casas em bairros predominantemente negros. O jornal relatou, no último sábado, 10, que a ativista comprou, em 2016, uma casa em Inglewood, que hoje vale cerca de US$ 800 mil.

No sul de Los Angeles, a autointitulada “marxista treinada” também é proprietária de uma casa de US$ 720 mil.

Mas as posses de Kahan-Cullors não se limitam a Los Angeles e seus arredores. No ano passado a ativista comprou um rancho na zona rural da Geórgia por US$ 415 mil, com direito a um hangar para avião privado.

Ainda de acordo com o NYP, Khan-Cullors e sua esposa Janaya Khan negociam, desde o ano passado, uma propriedade no ultra-exclusivo resort Albany, onde Justin Timberlake e Tiger Woods têm casas.

Surpresa nenhuma. Como sabemos, Khan não é a primeira (e nem será a última) marxista a lucrar com sua ideologia.

A notícia apontando os altos investimentos imobiliários de Khan-Cullors levou alguns ativistas do Black Lives Matter a convocarem uma investigação financeira dentro do movimento.

A ver.


Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Panela Store

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Assuntos:
Luigi Marnoto

Luigi Marnoto é cozinheiro e só não foi guia de cego e bombeiro. Atualmente escreve no Senso em troca de uns caraminguas. É pai e avô quase exemplar e campeão de porrinha.

  • 1