Digite para buscar

Gulag chinês

Parlamento do Reino Unido declara que regime chinês comete genocídio em Xinjiang

Diante de evidências de campos de detenção, estupro e esterilização forçada, parlamentares exigem ação de governo britânico

Luigi Marnoto
Compartilhar
Parlamento do Reino Unido declara que regime chinês comete genocídio em Xinjiang

Na última quinta-feira, 22, o Parlamento britânico aprovou por unanimidade uma moção declarando que muçulmanos uigures e outras minorias étnicas e religiosas da região de Xingjian, na China, estão sofrendo genocídio e crimes contra a humanidade.

A moção apela ao governo do Reino Unido para “agir para cumprir suas obrigações nos termos da Convenção para a Prevenção e Punição de Genocídio e todos os instrumentos relevantes do direito internacional, para trazer um fim aos crimes”.

Membros do Parlamento citaram evidências, incluindo testemunhos, sobre campos de detenção, vigilância em massa, estupro, esterilização forçada e extração de órgãos em Xinjiang.

Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso à versão completa do documentário “A Primeira Arte”

Benedict Rogers, o cofundador da Comissão de Direitos Humanos do Partido Conservador, considerou este um “dia verdadeiramente histórico”.

Nusrat Ghani, o legislador britânico que propôs a moção, é um dos cinco parlamentares britânicos que sofreram sanções do regime chinês por denunciar publicamente os abusos dos direitos humanos contra o povo uigur em Xinjiang.

Durante o debate, o parlamentar Sir Charles Walker disse que todos os membros do Parlamento precisam se posicionar.

“Quando um governo internacional sanciona um membro deste Parlamento está, na verdade, sancionando todos os membros desta casa, e cabe a todos nós, todos os 650 de nós, sermos um só neste momento.”

Nusrat Ghani reiterou a fala de Sir Walker dizendo que “o fato de estarmos aqui hoje, tendo este debate, mostra que as sanções vindas de Beijing não funcionaram.”

Depois do Canadá e da Holanda, o Parlamento do Reino Unido é a terceira legislatura do mundo a aprovar moções referentes ao tratamento desumano aos muçulmanos uigures em Xinjiang.

Em janeiro, o governo americano também declarou que o regime chinês vem cometendo genocídio contra os uigures e outras minorias.

A câmara dos Representantes dos EUA, em 15 de abril, apresentou uma resolução bipartidária condenando o genocídio do Partido Comunista Chinês contra minorias étnicas e religiosas.

No mesmo dia da reunião do Parlamento britânico, o parlamento lituano se reuniu para ouvir as evidências sobre as violações dos direitos humanos ocorridas em Xinjiang.

Com informações do Epoch Times


Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Panela Store

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Assuntos:
Luigi Marnoto
Luigi Marnoto

Luigi Marnoto é cozinheiro e só não foi guia de cego e bombeiro. Atualmente escreve no Senso em troca de uns caraminguas. É pai e avô quase exemplar e campeão de porrinha.

  • 1