Digite para buscar

Poder nuclear

China está construindo mais de 100 bases de lançamento de mísseis no deserto

Imagens de satélite revelam construção de silos em área desértica da província de Gansu que podem ser utilizados no lançamento de mísseis que alcançam 15 mil km

Compartilhar
China está construindo mais de 100 bases de lançamento de mísseis no deserto

Uma rede de silos – espécie de subterrâneo – para mísseis balísticos intercontinentais está sendo construído em um deserto próximo à cidade de Yumen, noroeste da China – o que pode sinalizar uma expansão da capacidade nuclear chinesa, informa o jornal Washington Post.

Imagens de satélite obtidas por pesquisadores do Centro James Martin para Estudos de Não Proliferação em Monterey, Califórnia, mostram o trabalho em andamento em vários locais ao longo de uma grade que percorre centenas de quilômetros quadrados de terreno árido na província chinesa de Gansu.

O pesquisador Jeffrey Lewis, especialista em arsenal nuclear da China e membro de uma equipe que analisou os locais suspeitos, disse que os silos provavelmente se destinam a um ICBM chinês conhecido como DF-41, que pode carregar várias ogivas e atingir alvos a até 15 mil quilômetros, colocando o continente americano ao seu alcance.

Os líderes do Partido Comunista Chinês (PCCh) têm elevado o tom da retórica recentemente. Durante a cerimônia de comemoração do centenário do partido, o líder do PCCh, Xi Jinping, disse que quem se atrever a ameaçar a China “terá a cabeça esmagada contra a Grande Muralha de aço, forjada por mais de 1,4 bilhão de chineses”, conforme informou a Revista Oeste na última quinta-feira (01).

Com informações de The Washington Post


Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Panela Store

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Assuntos:
Leonardo Trielli

Leonardo Trielli não é escritor, não é palestrante, não é intelectual. Também não é bombeiro, nem frentista, não é formado em economia e nem ciências políticas. Nunca trabalhou como mecânico e nem bilheteiro de circo. Twitter: @leotrielli

  • 1