Digite para buscar

Tesourado

Johnny Depp: “ninguém está livre da cultura do cancelamento”

Acusado de agredir ex-esposa, ator "cancelado" por Hollywood recebe prêmio de festival de cinema espanhol sob protestos da indústria cinematográfica

Compartilhar
Johnny Depp: "ninguém está livre da cultura do cancelamento"

Alegando ter sido “cancelado”, o ator Johnny Depp disse que a cultura de cancelamento se alastrou pela indústria do cinema e está tão fora de controle que ninguém está a salvo de ser a próxima vítima.

As declarações de Depp foram feitas na última quarta-feira (22) no Festival Internacional de Cinema de San Sebastian, na Espanha, onde o ator foi laureado com a maior homenagem do festival, o Prêmio Donostia, pelo conjunto de sua obra no cinema.

O ator falava sobre Hollywood ter deixado de convidá-lo para novos papéis desde que sua ex-mulher, a atriz Amber Heard, veio a público dizendo ter sido vítima de violência doméstica por parte de Depp.

“É uma situação muito complexa, essa cultura de cancelamento ou essa pressa instantânea de julgamento”, afirmou o ator de 58 anos.

“Está tão fora de controle que posso garantir a você que ninguém está seguro. Nenhum de vocês.”

Cineastas e outros grupos criticaram a decisão do festival de homenagear Depp, dizendo que isso manchou a imagem do evento e transmitiu a mensagem errada às vítimas de violência de gênero.

A Associação Espanhola de Cineastas e Meios Audiovisuais disse que os prêmios não devem ser concedidos com base apenas em realizações profissionais ou artísticas.

“Qual é a mensagem que fica quando homens denunciados por violência contra mulher são aplaudidos, fotografados em tapetes vermelhos, rodeados de fãs incondicionais?”, escreveu a associação em seu perfil do Twitter.

O ator, que protagonizou sucessos como “Piratas do Caribe”, “Edward Mãos de Tesoura” e “Sleepy Hollow”, falou com os repórteres antes da festa.

“Não é só comigo que aconteceu. Já aconteceu com muita gente: mulheres, homens e crianças sofreram vários tipos de aborrecimentos e, infelizmente, a certa altura, começam a achar que é normal, que [o problema] são eles. Não são”, disse o ator.

Questionado sobre suas opiniões sobre a saúde da indústria, especialmente nos Estados Unidos, Depp disse que “Hollywood certamente não é o que já foi.”

“Os rancores, o pandemônio e o caos da liberação [de produções] cinematográficas para [serviços de] streaming… É o caso de, ‘Não importa o que aconteça, eu vou pegar o meu’”, disse o ator. “É daí que vêm essas pessoas. Eles percebem que são tão descartáveis ​​quanto eu. Alguns até mais.”

Com informações de Associated Press


Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Panela Store

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Assuntos:
Leonardo Trielli

Leonardo Trielli não é escritor, não é palestrante, não é intelectual. Também não é bombeiro, nem frentista, não é formado em economia e nem ciências políticas. Nunca trabalhou como mecânico e nem bilheteiro de circo. Twitter: @leotrielli

  • 1