Digite para buscar

Big bug

Facebook: acesso aos escritórios bloqueados durante “apagão”

Sistema de acesso a sede física da Big Tech também sofreu interrupção impedindo acesso de funcionários para resolver bug sem precedentes na história do Facebook

Compartilhar
Facebook: acesso aos escritórios bloqueados durante "apagão"

A segunda-feira (04) de Mark Zuckerberg não foi das melhores. Além de enfrentar a maior interrupção dos serviços da história da Big Tech, o que causou uma queda de mais de 5% em suas ações, o problema parecia daqueles que, a cada passo em direção à solução, três novos obstáculos surgiam e atrapalhavam as equipes de salvamento.

Uma repórter do New York Times revelou que os funcionários não conseguiam nem mesmo acessar o prédio da Big Tech para conseguir resolver a situação:

“Alguns funcionários do Facebook que voltaram a trabalhar no escritório também não conseguiram entrar em prédios e salas de conferência porque seus crachás digitais pararam de funcionar. Engenheiros de segurança disseram que não conseguiam avaliar a interrupção porque não conseguiam chegar às áreas dos servidores”, diz trecho de uma reportagem do jornal.

Uma postagem de um blog oficial confirmou o ocorrido:

“A causa subjacente dessa interrupção também afetou muitas das ferramentas e sistemas internos que usamos em nossas operações diárias, complicando nossas tentativas de diagnosticar e resolver o problema rapidamente”, diz o comunicado.

O comunicado explica o que causou a queda das plataformas:

“Nossas equipes de engenharia descobriram que alterações de configuração nos roteadores de backbone que coordenam o tráfego de rede entre nossos data centers causaram problemas que interromperam essa comunicação. Essa interrupção no tráfego de rede teve um efeito cascata na maneira como nossos data centers se comunicam, interrompendo nossos serviços.”

Com uma economia global cada vez mais digitalizada, é claro que a queda dos serviços do Facebook, Instagram e WhatsApp causam grandes impactos financeiros.

A ferramenta de cálculo de interrupções de serviços digitais da Netblocks, organização britânica de monitoramento global da internet, traz uma estimativa dos custos do apagão desta segunda-feira na economia mundial.

Só no Brasil, as seis horas em que os serviços ficaram offline tiveram um custo de mais de US$ 24 milhões. No mundo, o impacto foi de quase US$ 1 bilhão (acesse aqui a ferramenta da Netblocks).

Se levarmos em conta a quantidade de pequenos empreendedores que dependem das ferramentas do Facebook para fazer negócios, fica mais fácil entender o quadro acima. Também demonstra como é temeroso que a maior parte do mundo dependa de uma empresa sem concorrência para movimentar a economia.


Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Panela Store

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Assuntos:
Leonardo Trielli

Leonardo Trielli não é escritor, não é palestrante, não é intelectual. Também não é bombeiro, nem frentista, não é formado em economia e nem ciências políticas. Nunca trabalhou como mecânico e nem bilheteiro de circo. Twitter: @leotrielli

  • 1