fbpx

Digite para buscar

Mídia

Jornalistas chineses serão obrigados a fazer curso de “opinião correta”

Aulas têm objetivo de reprimir dissidências; descrição dos cursos parece missão, visão e valores de agências de fact-check ocidentais

Compartilhar
Jornalistas chineses serão obrigados a fazer curso de "opinião correta"

A China exigirá que os cerca de 200 mil jornalistas chineses do país passem por um curso de 90 horas para garantir “excelência profissional” e, claro, lealdade a Xi Jinping e ao Partido Comunista Chinês (PCCh). As aulas serão obrigatórias aos repórteres credenciados pelo estado.

O plano está descrito em um rascunho de documento da Administração Nacional da Imprensa e é uma tentativa de reprimir a dissidência. “Guiados pela missão do PCCh no trabalho de notícias e opinião pública, devemos aprofundar a educação noticiosa marxista”, diz o esboço do documento.

“Ao longo da formação continuada devemos realizar o trabalho de construção da capacidade política dos jornalistas e orientar os profissionais da notícia para que sempre tomem a direção política correta, tenham a orientação da opinião pública correta e a orientação de valores.”

Os cursos também se concentrarão em “aumentar a consciência política e aumentar a competência política”, acrescentou.

Com informações de The Times


Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Panela Store

Assuntos:
Leonardo Trielli

Leonardo Trielli não é escritor, não é palestrante, não é intelectual. Também não é bombeiro, nem frentista, não é formado em economia e nem ciências políticas. Nunca trabalhou como mecânico e nem bilheteiro de circo. Twitter: @leotrielli

  • 1