fbpx

Digite para buscar

Greta não curtiu

COP26: Indústria de combustíveis fósseis foi a mais representada

Análise de ONG ambiental descobre que nenhum país teve tantos delegados no encontro climático quanto a indústria que a COP26 tenta combater

Compartilhar
COP26: Indústria de combustíveis fósseis foi a mais representada

Um levantamento da organização ambiental Global Witness descobriu que a indústria de combustíveis fósseis – a grande vilã do clima, segundo ambientalistas – foi representada por mais de 500 pessoas durante a COP26, este ano sediada em Glasgow, na Escócia.

Se fosse um país, a indústria de combustíveis fósseis seria a nação mais bem representada da conferência, seguida pelo Brasil, que enviou 479 delegados.

A análise leva em conta a presença de mais de 100 delegados da International Emissions Tranding Association (IETA), organização que tem apoio de várias empresas de petróleo, como Shell e Repsol.

Ambientalistas querem que estes delegados sejam banidos das próximas conferências. “A defesa de uma ação global significativa não deve ser desviada por um festival de poluidores e seus porta-vozes, que não têm interesse em ver as mudanças de que precisamos para proteger as pessoas e o planeta”, disse um dos dirigentes da Global Witness, Murray Worthy.

Agora é que Gretinha Bla-bla-bla enlouquece de vez.

Crédito da imagem: Karwai Tang/ UK Government (Alguns direitos reservados)
Com informações de Daily Mail
Assuntos:
Leonardo Trielli

Leonardo Trielli não é escritor, não é palestrante, não é intelectual. Também não é bombeiro, nem frentista, não é formado em economia e nem ciências políticas. Nunca trabalhou como mecânico e nem bilheteiro de circo. Twitter: @leotrielli

  • 1