Janaína Paschoal comenta o acidente que vitimou o ministro do Supremo Teori Zavascki, e sua necessidade premente de investigação.

A regra de que acidentes aéreos devem ser investigados em sigilo se deve à ideia de que é melhor prestigiar a prevenção à punição. Mas essa regra vale para situações normais. Quando um Ministro do Supremo Tribunal Federal, responsável pela mais importante investigação policial do país, morre em queda de avião sabidamente seguro, a regra geral deve ser afastada. Faz-se necessário verificar se o acidente não fora provocado. O Brasil tem direito a acompanhar essa apuração. O trabalho do Ministro era parte do necessário processo de depuração, que o país está atravessando. E precisa continuar! Sinto por todas as vítimas e suas famílias e sinto pelo país.

PUBLICIDADE

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE

CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE
Sem mais artigos