Espionagem

Fundador do WikiLeaks planejou fuga para a Rússia em 2017

Quem já mora lá é Edward Snowden, o vazador da NSA

O ativista australiano Julian Assange, fundador do WikiLeaks, conversou com diplomatas russos em Londres para planejar uma fuga para o país de Putin. O furo de reportagem do The Guardian publicado nesta sexta-feira (21) teve repercussão mundial.

Assange está morando na embaixada do Equador desde 2010. A imunidade diplomática do prédio o protege de um pedido de prisão e da extradição para os Estados Unidos.

Segundo uma das fontes do jornal, o criador do WikiLeaks seria retirado da embaixada em veículo diplomático na noite de natal de 2017 e transportado para outro país, possivelmente a Rússia.

O suposto envolvimento de autoridades russas no caso aumenta os questionamentos sobre as ligações entre o fundador do WikiLeaks e o Kremlin.

Em abril de 2017, o então diretor da CIA, Mike Pompeo, afirmou que o WikiLeaks é “um serviço de inteligência não-estatal hostil [aos EUA]”. Hoje Pompeo é secretário de Estado sob Donald Trump.

Relembre: Justiça do Equador manda prender Rafael Correa

—————

A revista Senso Incomum número 3 está no ar, com a reportagem de capa “Trump x Kim: Armas nucleares, diplomacia e aço”. Assine no Patreon ou Apoia.se!

Confuso com as eleições? O Teatro das Tesouras, do Brasil Paralelo, explica a história das eleições brasileiras e como chegamos até aqui. Conheça através deste link!

Consiga uma vaga de emprego ou melhore seu cargo fazendo seu currículo no CVpraVC!

Faça os cursos de especiais para nossos leitores de neurolinguística empresarial e aprenda a convencer e negociar no Inemp, o Instituto de Neurolinguística Empresarial!

Conheça o curso Introdução à Filosofia Política de Olavo de Carvalho, ministrado por Filipe Martins na plataforma do Instituto Borborema. Conheça também o curso Infowar: Linguagem e Política de Flavio Morgenstern.

Sem mais artigos