Cansado

Monica Bergamo critica “coincidência” de procurador que denuncia Glenn sem saber como se distribui processos no MPF

A jornalista, caso se informasse antes de tentar informar alguém, saberia que processos no MPF são distribuídos eletronicamente - portanto, nenhum procurador está "perseguindo" desafetos de Sérgio Moro

Publicidade

Ontem, dia 21, Monica Bergamo, colunista da Folha, escreveu uma matéria com um tom de perseguição da parte do procurador da Republica Wellington Divino Marques de Oliveira.

Para a colunista, como o procurador denunciou o presidente da OAB e agora Verdevaldo, logo existe uma “coincidência” não tão coincidência assim.

.

 

Como se Wellington Divino procurasse denunciar apenas os “desafetos” de Bolsonaro. No entanto, inquéritos ou processos são distribuídos aos procuradores eletronicamente e por critério previamente estabelecidos.

Isso é o que explica o procurador da República Ailton Benedito:


Conheça a importância da Primeira Guerra Mundial assinando o Guten Morgen Go – go.sensoincomum,org!

Publicidade
Sem mais artigos