Liberdade de expressão

Twitter bane 7 mil contas “QAnon” e limita outras 150 mil

Justificativa da rede social foi de que está "tomando ações contra comportamentos que podem gerar agressões offline"

O Breitbart informou que o Twitter tomou medidas para limitar o alcance do movimento QAnon, banindo 7.000 contas relacionadas e limitando outras 150 mil que se referem ao movimento. A rede social justificou as exclusões por conta da “disseminação de desinformação” e “comportamentos que podem gerar agressões offline“.

A teoria QAnon, segundo Breitbart, afirma que existe um informante anônimo dentro do governo americano revelando ao público como o presidente Donald Trump está liderando uma guerra contra o “Deep State”, composto por políticos, altos executivos e elites de Hollywood que abusam de crianças e praticam rituais bizarros.

Um porta-voz da rede social, que pediu para permanecer anonimo temendo represálias, disse que as contas QAnon foram removidas por causa de uma nova política adotada pela empresa . O Twitter classificou o movimento como “atividade prejudicial” e banirá qualquer conta, site ou empresa que divulgue a teoria.


Entenda o pensamento do maior psicólogo da atualidade: Jordan Peterson – Entre a Ordem e o Caos!

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Vista Direita

Publicidade
Sem mais artigos