Digite para buscar

Idade mídia

Demétrio Magnolli diz que diminuição da corrupção foi “cair no fundo do poço”

Cientista político pró-tucanato sente falta da "corrupção glamourosa" (sic) do PT – corrupção de vereador foi downgrade

Avatar
Compartilhar
Demétrio Magnoli

Quando Olavo de Carvalho, comentando a frase de Aristóteles sobre o desejo de conhecer que é natural ao ser humano, disse que “o Brasil é que havia falhado em desenvolver nos seus filhos a consciência da natureza humana, preferindo substituí-la por um arremedo grotesco de sabedoria infusa”, ele deu forma a uma sensação latente.

Qualquer um que, por acidente, tenha escapado desse desejo de mera pose, percebe o quanto estamos afundados numa lama de estupidez presunçosa sem fim. Basta cometer a imprudência de ligar a tevê e ver que nada nem ninguém ali está minimamente preocupado com a realidade, com o conhecimento e nem com o próprio idioma. 

A quantidade de bobagens abissais, de verborragia vazia, que percorrem os mais variados canais de notícias e entretenimento, cada vez menos separados um do outro, é de irritar o mais passivo dos telespectadores. A tentativa incessante de impor visões de mundo incompatíveis com a lógica elementar, com a realidade mais evidente, deixa qualquer pessoa com uma razoável atividade mental de cabelo em pé.

O mais recente disparate contra a inteligência foi consumado pelo militante de extrema estultice Demétrio Magnoli. Comentando, na Globo News, a denúncia de que Carlos Bolsonaro teria funcionários fantasmas, Demêncio, digo, Demétrio disse que “até mesmo nos padrões de corrupção, nós, o Brasil, caiu no fundo do poço”. 

Com uma imprensa oficial assim, é claro que o índice de aprovação de Bolsonaro vai bater os 90% logo logo. Num debate franco, tipos como o senhor Magnoli não teriam a menor chance contra crianças paraguaias ou guatemaltecas, mas, no Brasil, ele tem espaço numa grande emissora, dividindo a bancada com outras sumidades de destaque no quesito torta na cara, como o senhor Jorge Pontual, conhecido por suas opiniões em Shyriiwook, o idioma do Wookies, povo do guerreiro Chewbacca.

O jogo de comadres entre tucanos e petistas na imprensa caiu em desgraça. A fala do senhor Magnoli é a atitude desesperada de quem, desmoralizado e impotente, tenta manter a pose. A imprensa avacalhada virou um sindicato de rancores.

demetriomagno


Entenda o pensamento do maior psicólogo da atualidade: Jordan Peterson – Entre a Ordem e o Caos!

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Vista Direita

Assuntos:
Avatar
Carlos de Freitas

Carlos de Freitas é o pseudônimo de Carlos de Freitas, redator e escritor (embora nunca tenha publicado uma oração coordenada assindética conclusiva). Diretor do núcleo de projetos culturais da Panela Produtora e editor do Senso Incomum. Cutuca as pessoas pelas costas e depois finge que não foi ele. Contraiu malária numa viagem que fez aos Alpes Suiços. Não fuma. Twitter: @CFreitasR

  • 1