Digite para buscar

A revolta do suéter

Análise: João Doria determina que vírus chinês só pode circular depois das 20h

Governador de São Paulo não quer salvar vidas. Quer destruir o estado mais rico do Brasil e por a culpa no governo federal

Avatar
Compartilhar
Bolsonaro-Doria-Frota

João Doria só tem um objetivo na vida: poder. Nada mais fala ao coração da calça skinny falante mais odiada do Brasil. Tudo na sua estampa denota fingimento. 

Durante a pandemia – para salvar vidas, é claro -, Doria aumentou impostos, ampliou em quase 70% a verba publicitária, transformou a TV Cultura num cercadinho ideológico para críticos de Bolsonaro, fechou São Paulo e foi pra Miami curtir o sossego.

No começo da crise, esperou o Carnaval acabar para fechar tudo e jogar a chave fora, como convém aos grandes estadistas. Esperou o resultado das eleições municipais, aglomerou em festas e voltou a colocar o estado sob vigilância restrita.

brasilparalelologo
Assine a Brasil Paralelo por apenas R$ 10 mensais

Seguindo o caminho de figuras lapidares da nossa política, como Fernando Collor, José Sarney e Ciro Gomes, Doria parece querer transformar São Paulo no seu feudo.

Nada mais perigoso para o estado de São Paulo do que um político que quer expandir seus transtornos obsessivos compulsivos para todas as instâncias da vida. Doria quer amarrar seu suéter de cashmere em torno da fronteira do estado.

São Paulo tem quase um quarto das mortes pelo vírus chinês do Brasil. Qualquer pessoa sã percebe que a política de enfrentamento da doença é desastrosa. O fecha e abre promovido por João Doria tem como objetivo desmontar a economia mais sólida do país para depois culpar o governo federal pelo fracasso.

Sua sanha sádica é sentir que tem o poder de vida e morte sobre milhões de cidadãos que dependem, direta e indiretamente, do comércio para manter suas contas, seus lares e suas existências.

Somente cracudos e bandidos tem motivos para agradecer ao governador. A revolta do suéter ou o levante da calça skinny ainda ficará marcado como um dos capítulos mais sombrios da história paulista.


Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Entenda o pensamento do maior psicólogo da atualidade: Jordan Peterson – Entre a Ordem e o Caos!

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Vista Direita

Assuntos:
Avatar
Carlos de Freitas

Carlos de Freitas é o pseudônimo de Carlos de Freitas, redator e escritor (embora nunca tenha publicado uma oração coordenada assindética conclusiva). Diretor do núcleo de projetos culturais da Panela Produtora e editor do Senso Incomum. Cutuca as pessoas pelas costas e depois finge que não foi ele. Contraiu malária numa viagem que fez aos Alpes Suiços. Não fuma. Twitter: @CFreitasR

  • 1