Digite para buscar

Talkey?

Gerson Camarotti critica suposto gesto “supremacista” fazendo o mesmo gesto

Jornalista da Globo News comprova que é impossível passar muitas horas sem fazer o gesto de "OK", que uma fake news fez tapados crerem ser "gesto de supremacismo branco"

Avatar
Compartilhar

Gerson Camarotti, o jornalista da Globo News, criticou a ajeitada no vinco do terno de Filipe Martins, que foi chamada de “gesto ligado à supremacia branca” por causa de uma fake news criada para zoar jornalistas. Sem perceber, Camarotti fez exatamente o mesmo gesto enquanto criticava o gesto de Filipe Martins.

Como já provamos, a idéia de que o sinal de “OK” – justamente o sinal mais universal do mundo – é um gesto “neonazista” foi uma zoeira de jovens no 4chan contra jornalistas, que acreditam em qualquer desinformação e teoria da conspiração contra a direita, e agem como agentes propagadores de fake news na grande mídia dia sim, dia também. Como progressistas passam a vida “encontrando” racismo, nazismo e autoritarismo em coisas normais, caíram como patos e estão denunciando nazismo até em… uma ajeitada de vinco.

Como fica provado, além de hoax, é impossível que alguém deixe de fazer o gesto de OK várias vezes por dia. Ou é isso, ou Gerson Camarotti é um supremacista branco. Tertium non datur.

Ah, desculpem. Citar latim também é considerado supremacismo branco pela Globo News. É sério.


Faça parte do Brasil Paralelo e estude de verdade, ao invés de ser feito de trouxa por manipuladores autoritários.

Assuntos:
Avatar
Flavio Morgenstern

Flavio Morgenstern é escritor, analista político, palestrante e tradutor. Seu trabalho tem foco nas relações entre linguagem e poder e em construções de narrativas. É autor do livro "Por trás da máscara: do passe livre aos black blocs" (ed. Record).

  • 1