Digite para buscar

Assassinato de reputação

Revista Istoé é condenada por fake news sobre Allan dos Santos

Justiça do DF condena revista por dizer mais de uma vez que jornalista recebia mesada da Secom de Bolsonaro

Avatar
Compartilhar
Allan, Germano Oliveira, Processo

A justiça do Distrito Federal condenou a Editora Três e o diretor da Revista Istoé, Germano Oliveira, a indenizar em R$ 25 mil o jornalista Allan dos Santos, do Portal Terça Livre.

O motivo do processo foi a afirmação, por parte da revista Istoé – em mais de uma reportagem – de que Allan dos Santos recebia mesada de R$ 100 mil reais da Secretaria de Comunicação do governo federal – fato desmentido pela Secom em nota oficial.

Na sentença, o juiz da 7a Vara Cível do DF, Luciano dos Santos Mendes, pontuou que a revista Istoé “não comprovou nos autos do processo que tenha efetuado qualquer procedimento em busca da verdade sobre os supostos valores pagos a Allan dos Santos.”

Em sua peça condenatória, o magistrado também ensina jornalismo básico ao lembrar que a revista poderia ter recorrido à Lei de Acesso à Informação e solicitado dados sobre os recursos que acusava Allan dos Santos de ser beneficiário.

“Ao contrário, conforme sua contestação, limitou-se apenas a reproduzir suposto conteúdo já existente na internet. Tal tese defensiva não é aceitável para pequenos produtores de conteúdo, tampouco para empresas de grande alcance, como a que reproduziu a reportagem questionada na presente demanda”, completou.

“Não se pode permitir a reprodução indiscriminada de reportagens com divulgação de fatos dados como verdadeiros, quando, em verdade, não houve qualquer busca pela verdade.”

Com informações de Jornal da Cidade Online


Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Panela Store

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Assuntos:
Avatar
Leonardo Trielli

Leonardo Trielli não é escritor, não é palestrante, não é intelectual. Também não é bombeiro, nem frentista, não é formado em economia e nem ciências políticas. Nunca trabalhou como mecânico e nem bilheteiro de circo. Twitter: @leotrielli

  • 1