fbpx

Digite para buscar

Fotógrafo morto por traficantes após pedir para abaixarem o volume será enterrado nesta segunda

Compartilhar

Thiago Freitas de Souza, um homem comum, fotógrafo, 32 anos, foi pedir silêncio para sua filha de 5 anos conseguir dormir, na “comunidade” Santo Cristo, em Niterói, RJ. Foi morto por traficantes. Será enterrado nesta segunda-feira, 17.

O G1 relata: “[A esposa de Thiago] contou ter saído de casa para pedir a traficantes da favela que diminuíssem o barulho que faziam porque a filha do casal estava acordando toda hora.”

“Depois, segundo o relato, o marido foi reforçar o pedido aos criminosos. Foi quando a mulher contou ter ouvido um disparo e encontrou Thiago caído no quintal de casa.”

O caso acontece duas semanas após os confrontos na “comunidade” do Jacarezinho. A diferença de tratamento da grande mídia, que gastou litros de tinta e horas de transmissão na defesa dos direitos dos traficantes mortos na ação da polícia é gritante, mas não causa supresa.

Na imprensa nacional, o caso de Thiago mereceu burocráticas notas de pé de página.

Com informações de Conexão Política


Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Panela Store

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Assuntos:
Leonardo Trielli

Leonardo Trielli não é escritor, não é palestrante, não é intelectual. Também não é bombeiro, nem frentista, não é formado em economia e nem ciências políticas. Nunca trabalhou como mecânico e nem bilheteiro de circo. Twitter: @leotrielli

  • 1