fbpx

Digite para buscar

Mídia estatal chinesa: China deve se preparar para uma guerra nuclear com os EUA

Compartilhar

O editor do jornal estatal chinês Global Times declarou que o país deve se preparar para uma guerra nuclear contra os EUA.

Em uma rede social chinesa, Hu Xijin, editor do veículo de propaganda do Partido Comunista Chinês, publicou as seguintes declarações:

“Dada a intensificação da estratégia dos EUA de contenção da China, gostaria de lembrar mais uma vez que temos muitas tarefas urgentes, mas uma das mais importantes é continuar aumentando rapidamente o número de ogivas nucleares e mísseis estratégicos como o Dongfeng 41 [foto] de extremo longo-alcance e alta capacidade de resistência”, escreveu Hu em uma postagem traduzida pela ativista de direitos humanos chinesa Jennifer Zeng. “Esta é a pedra angular da estratégia de resiliência da China contra os Estados Unidos.”

“Devemos estar preparados para um confronto de alta intensidade entre os EUA e a China, momento em que um grande número de DF-41 e JL-2 e JL-3 serão a espinha dorsal de nossa estratégia. Nossos mísseis nucleares devem ser tão numerosos que a elite dos EUA estremecerá ao pensar em um confronto militar com a China”, continuou Hu.

O jornalista australiano James Morrow escreveu na segunda-feira (31/05) que os comentários de Hu Xijin, foram feitos após Joe Biden ter dado ordem para a Comunidade de Inteligência dos Estados Unidos investigar as origens da pandemia.

O Global Times é conhecido por ser uma publicação chauvinista que costuma fazer declarações mais radicais do que o Partido Comunista Chinês.

“O Global Times muitas vezes reflete o que os dirigentes do partido estão realmente pensando, mas não podem dizer”, explicou o editor-chefe Hu Xijin durante uma longa entrevista para o portal Quartz.

O Comandante do Comando Estratégico dos EUA (STRATCOM), almirante Charles Richard, advertiu em fevereiro que as Forças Armadas dos EUA precisavam mudar sua abordagem sobre o uso de armas nucleares.

“Há uma possibilidade real de que uma crise regional com a Rússia ou a China possa se transformar rapidamente em um conflito envolvendo armas nucleares, se eles perceberem que uma perda [em um confronto militar] convencional ameaçaria o regime ou o estado”, escreveu Richard.

Com informações de Daily Telegraph, Daily Wire e Quartz


Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Panela Store

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Assuntos:
Leonardo Trielli

Leonardo Trielli não é escritor, não é palestrante, não é intelectual. Também não é bombeiro, nem frentista, não é formado em economia e nem ciências políticas. Nunca trabalhou como mecânico e nem bilheteiro de circo. Twitter: @leotrielli

  • 1