As soberanias nacionais estão acabando. Saiba por que é fundamental salvá-las.

Guten Morgen, Brasilien! Será o fim das soberanias nacionais? O Movimento Globalista, ao contrário do que muitos pensam, não é um grupo de velhos rabugentos em volta de uma mesa, em uma sala escura, secretamente decidindo como controlar a humanidade. Na realidade, ele se parece muito mais com um grupo de burocratas rabugentos, em volta de outros burocratas rabugentos, numa sala com luz fria, decidindo, com transmissão ao vivo para o mundo todo e cobertura da  imprensa, como controlar a humanidade.

Vocês já pararam para pensar por que a imprensa, a ONU, a UE, as ONGs e os políticos falam tanto em direito à saúde e  à educação? E por que a saúde e a educação estão cada vez piores? Já se perguntaram por que cada vez mais somos submetidos a decisões tomadas por burocratas anônimos e não pelos nossos representantes eleitos? Já se perguntaram a que se deve o declínio das culturas locais? Já tentaram entender por que toda o establishment diz que os Estados estão em declínio e se tornaram obsoletos, mas chamam de teórico da conspiração qualquer pessoa que afirme existir um projeto de poder global? Querem saber por que concordamos com tudo o que diz o filme Team America e o que tudo isso tem a ver com a destruição das soberanias nacionais?

É o que vocês descobrirão neste episódio do nosso podcast. A produção é do Filipe Trielli e do David Mazzuca Neto, no estúdio Panela ProdutoraGuten Morgen, Brasilien!

—————

Assine nosso Patreon e tenha acesso à nossa revista digital com as Previsões 2017!

  • João Luiz Ramon

    Bom dia,

    Que dia e o próximo podcast amigos?

  • Kleber Verraes

    Neste início de século 21, a esquerda usa o “globalismo” como instrumento de conquista do poder. No entanto, no início da Guerra Fria (anos 50 e 60) usou o “nacionalismo terceiro-mundista” para conquistar o poder nas antigas colônias européias da Africa e Oriente Médio, tendo como modelo o “NASSERISMO” do presidente Gamal Abdel Nasser.

    https://www.facebook.com/kleber.verraes/posts/613408102184246?pnref=story

  • José Carlos de Almeida

    Parabéns, por colocarem no ar a palavra que estava “brotando” na psique conservadora – o “s o b e r a n i s m o”! Se a guerra cultural, como disse Olavo de Carvalho, é contra o globalismo (cujo objetivo é criar o governo mundial a qualquer custo), era necessário que a oposição tivesse ao menos um nome ao redor do qual se agrupar.

    Nesses dois últimos podcasts ficaram expostas as motivações e ações dos globalistas. Faltou apenas dizer que o motivo fundamental para a criação desse governo mundial – a instauração da paz mundial – é completamente absurdo. A existência de um governo central não somente não evita, como às vezes provoca (se este for muito “distante”) o surgimento de guerras ditas “civis”, que, como comprova a história, tendem a ser justamente as mais violentas; veja-se o exemplo da Guerra Civil Americana.

  • Kelton Kirtan

    Mais um ótimo podcast!!! Panca Guten Morgen!!!
    Informação e conhecimento de primeira!

  • WillMDias

    Bom dia.

    Ótima série sobre o globalismo. Um enorme achado.

    Esto divulgado ao máximo.

    Obrigado belo belo trabalho.

  • Ricardo Bordin

    Flávio, a respeito do Globalismo, recomendo que assista ao filme “Arrival”, que concorre ao Oscar 2017. Há duas referências globalistas claras no enredo. A primeira: naves de extraterrestres pousam em diferentes pontos da Terra, os governos de cada país tomam atitudes diversas, e lá pela tantas alguém dispara “este é o problema de não haver um governo mundial”, sensação que fica no ar até o final. A segunda: esses ETs vieram nos oferecer uma “linguagem universal”, possibilitando que todos os povos da Terra se entendam – como se o Inglês já não fizesse essa função e não tivesse sido “eleito” pelos habitantes da terra como idioma global, tendo em vista o conhecimento produzido nesta língua por britânicos e americanos; é um Esperanto de outro mundo o que os Alliens trazem.
    Veja lá e confirme: Hollywood embarcou de vez na onda do George Soros.

  • Cirlaine Cosme Viana Gomes

    Parabéns! Bela explicação!

Sem mais artigos