Campo vermelho

Diretor do Centro de Controle de Doenças americano diz que taxa de mortes será “muito menor”

Dr. Robert Redfield afirma que o numero de óbitos será menor do que os modelos previram já que americanos seguiram recomendações

Publicidade

O diretor do Centro de Doenças Americano (CDC, sigla em inglês) Dr. Robert Redfield concedeu uma entrevista à rádio KVOI, do Arizona, afirmando que número de mortes por coronavírus será “muito, muito, muito menor” do que o projetado.

Ao ser questionado o que teria motivado os modelos catastróficos de Imperial College e da Universidade de Washington, que estão muito aquém da realidade atual, Redfield ironizou: “os modelos são tão bons quanto suas suposições”.

Os modelos, afirma Redfield, não conseguem abarcar a realidade inteira e, dependendo do modelo, não conseguem abranger as mudanças de comportamento no vírus ou nas estratégias de intervenção para contê-lo.

“Os modelos nunca devem ser usados ​​para assumir que temos um número. Você viu que esses números são bastante surpreendentes. Você tem entre 200 mil e 2 milhões de americanos perdendo a vida antes do outono.”

O apresentador questionou se o único objetivo do modelo não seria apenas causar panico na população. Redfield respondeu que a pergunta não tem uma solução fácil, mas que o CDC teve modelos desde o inicio da pandemia, e não publicou.

De todo modo, conclui Redfield, o mais importante é que os americanos estão obedecendo o distanciamento social:

“O que estamos vendo é que a grande maioria do público americano está levando a sério as recomendações de distanciamento social. Acho que esta é a conseqüência direta do motivo pelo qual você vê os números serem muito, muito, muito menores do que o previsto pelos modelos”.


Guten Morgen Go – Primeira Guerra Mundial já está no ar!! Conheça o conflito que moldou o mundo problemático em que vivemos em go.sensoincomum.org!

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Conheça a Livraria Senso Incomum

Vista-se com estilo e perca amigos com a Vista Direita

Publicidade
Sem mais artigos