Digite para buscar

Abuso infantil

Mãe dizia que filha de 6 anos era “menino trans” para lucrar no Instagram

Perfil de “Maurício” foi apagado após reportagem de Gazeta do Povo chamar a atenção para o caso

Avatar
Compartilhar
Mãe dizia que filha de 6 anos era “menino trans” para lucrar no Instagram

Um casal de lésbicas militantes LGBT de Fortaleza, CE, mantinha no Instagram o perfil de uma criança de seis anos que elas chamavam de Maurício e diziam se tratar de um “menino trans”.

Segundo reportagem do jornal Gazeta do Povo (exclusiva para assinantes), as postagens incluíam fotos com frases feitas sob medida para agradar a militância LGBT.

Em uma foto de quando a menina tinha apenas dois anos de idade, a mãe da criança escreveu: “Esse dia jamais posso esquecer. Você tinha dois anos e deixei você usar a cuequinha do seu irmão (grifo nosso).”

Brasil Paralelo_logo
Com apenas R$ 10 mensais você pode sair das trevas do mundo das notícias e construir uma boa base para seguir a vida. Aproveite!

Ainda segundo a reportagem, um vídeo mostrava a menina exibindo seu novo documento de identificação emitido pelo governo do estado do Ceará com o “nome social” de Maurício. A mãe disse que a criança iniciara o processo de transição um mês antes do início da pandemia – quando a menina tinha apenas cinco anos de idade.

O absurdo é ainda maior: segundo a mãe, a menina começaria a fazer uso de bloqueadores de hormônios a partir dos oito anos.

Leia a cobertura completa do caso nos links abaixo


Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Entenda o pensamento do maior psicólogo da atualidade: Jordan Peterson – Entre a Ordem e o Caos!

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Vista Direita

Assuntos:
Avatar
Leonardo Trielli

Leonardo Trielli não é escritor, não é palestrante, não é intelectual. Também não é bombeiro, nem frentista, não é formado em economia e nem ciências políticas. Nunca trabalhou como mecânico e nem bilheteiro de circo. Twitter: @leotrielli

  • 1