fbpx

Digite para buscar

Educação infantil?

Senadora de NY quer ensino de “identidade de gênero” a crianças de 5 anos e “sexo anal” a partir dos 11 anos

Projeto quer ensinar sobre bloqueadores de hormônios a partir dos 8 anos, e "sexo vaginal, oral e anal" e o que é um "pansexual" a partir dos 11 anos

Compartilhar
Senadora de NY quer ensino de "identidade de gênero" a crianças de 5 anos e "sexo anal" a partir dos 11 anos

Um projeto de lei que está sendo discutido no Senado de Nova Iorque – equivalente à uma assembléia legislativa estadual no Brasil – exige que professores da rede pública daquele estado ensinem identidade de gênero para crianças de 5 anos; bloqueadores hormonais para transgêneros a crianças de 8 anos; e sexo vaginal, oral e anal e identidades de gêneros como “pansexual” ou “dois-espíritos” para crianças a partir de 11 anos.

O projeto está sendo patrocinado pela novata senadora estadual do Partido Democrata, Samra Brouk, e usa os padrões de educação sexual de uma ONG de ativistas de esquerda, o Conselho de Educação e Informação em Sexualidade dos EUA (Sexuality Information and Education Council of the United States – SIECUS).

brasil paralelo

Alguns pais se mostram preocupados. “A constituição do estado garante uma educação básica, mas em nenhum lugar diz ‘temos que preparar nossos filhos para mudar de sexo se quiserem’”, diz Sam Pirozzolo, da Associação de Pais da Cidade de Nova York. “Temos escolas onde 95% das crianças não sabem ler ou fazer cálculos matemáticos, e agora eles querem trazer questões de justiça social?”

Até mesmo os pais que aprovam a educação sexual na escola demonstram preocupação com a lei.

“É inapropriado”, disse Ken Jewell, advogado de direito da família em Manhattan, cujos dois filhos freqüentam escolas primárias públicas da cidade de Nova York. “Essas são coisas que as crianças dessa idade ainda não são capazes de compreender.”

Jewell é a favor do ensino sobre espaço pessoal e proteção contra pedofilia, mas acha que a lei proposta pela senadora vai longe demais. “Como pai, quero que meu filho esteja armado o suficiente para saber se algo está errado”, disse ele. “Mas eu não quero colocar na cabeça deles um conhecimento que tira a inocência da infância.”

Com informações de Daily Wire e New York Post


Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Entenda o pensamento do maior psicólogo da atualidade: Jordan Peterson – Entre a Ordem e o Caos!

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Vista Direita

Assuntos:
Leonardo Trielli

Leonardo Trielli não é escritor, não é palestrante, não é intelectual. Também não é bombeiro, nem frentista, não é formado em economia e nem ciências políticas. Nunca trabalhou como mecânico e nem bilheteiro de circo. Twitter: @leotrielli

  • 1