Digite para buscar

albergue ideológico

Fundadora do Black Lives Matter prega o fim de Israel

Para Patrisse Cullors, vidas judias não importam tanto, por Israel ser um "projeto imperialista"

Compartilhar

A notícia é de abril de 2015, mas não deixa de ser atual. Uma das co-fundadoras da organização ultra esquerdista chamada Black Lives Matter – que, como disse um de seus membros, “não se interessa pelas comunidades negras” – pregou “o fim do projeto imperialista que se chama Israel”.

A fala aconteceu num evento sobre direitos humanos na Escola de Direito em Harvard, intitulada “Globalizando Ferguson: Policiamento Radicalizado e Resistência Internacional”.

Ao comentar a respeito da Palestina, Cullors disse: “(…) se nós não avançarmos com ousadia e coragem para encerrar o projeto imperialista que se chama Israel, estamos condenados”.

Recentemente Israel foi alvo da fúria assassina do Hamas, mas foi condenado pela mídia jeca por ter retaliado à altura os ataques.

Com informações de Daily Wire


Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Panela Store

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Assuntos:
Carlos de Freitas

Carlos de Freitas é o pseudônimo de Carlos de Freitas, redator e escritor (embora nunca tenha publicado uma oração coordenada assindética conclusiva). Diretor do núcleo de projetos culturais da Panela Produtora e editor do Senso Incomum. Cutuca as pessoas pelas costas e depois finge que não foi ele. Contraiu malária numa viagem que fez aos Alpes Suiços. Não fuma. Twitter: @CFreitasR

  • 1