Digite para buscar

Tudo pela narrativa

Estadão usa dados preliminares após classificar como fake news uso de dados preliminares

Agência "Estadão Verifica" já classificou como fake news uso de dados preliminares sobre desarmamento. Agora, jornal usa dados preliminares para criticar o governo

Avatar
Compartilhar

Em 14 de setembro, o Senso Incomum publicou uma reportagem baseada em artigo do Centro de Pesquisa em Direito e Segurança (CEPEDES), de autoria do coordenador da organização e jurista Fabricio Rebelo. O texto do artigo, e o da nossa reportagem, cometeu o pecado mortal de contrariar uma narrativa disseminada na grande mídia – a de que “quanto mais armas, mais mortes”.

Segundo a nossa postagem, enquanto o número de homicídios em 2019 teve queda recorde, o número de registros de armas também bateu recordes no Brasil.

Para “desmentir” os dados e tentar proteger a sua narrativa, o “Estadão Verifica” publicou uma lenga-lenga do “Projeto Comprova”, que classificou o artigo do CEPEDES como enganoso. Eles argumentaram que dados preliminares não poderiam ser comparados para aferir evolução histórica de indicadores. Rebelo refutou o Projeto Comprova item por item, em artigo exclusivo publicado neste Senso Incomum.

O mesmo Estadão, no entanto, publicou no domingo, 18, uma reportagem que – veja só – utiliza dados preliminares de 2020 sobre o mesmíssimo assunto (homicídios no país), e utilizou o aumento do números de homicídios em meio à pandemia – época em que o crime organizado teve até uma forcinha do STF para agir livremente – para criticar o governo federal.

https://twitter.com/Fabricio_Rebelo/status/1318167210007928833?s=20

As agências de fact-checking só existem para isto: tentar desacreditar a realidade que vai contra a narrativa progressista, usando de malabarismos retóricos para transformar mera opinião em fato objetivo. 

O mais perigoso, porém, é o fato de a esquerda querer transformá-las em ministério da verdade, por lei, com o intuito não apenas de tentar mudar a própria realidade objetiva, mas principalmente censurar vozes conservadoras dissonantes da narrativa progressista.


Seja membro do Brasil Paralelo e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Entenda o pensamento do maior psicólogo da atualidade: Jordan Peterson – Entre a Ordem e o Caos!

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Vista Direita

Assuntos:
Avatar
Leonardo Trielli

Leonardo Trielli não é escritor, não é palestrante, não é intelectual. Também não é bombeiro, nem frentista, não é formado em economia e nem ciências políticas. Nunca trabalhou como mecânico e nem bilheteiro de circo. Twitter: @leotrielli

  • 1