Digite para buscar

Curry dos outros

Curry é supremacista branco, para blogueira de gastronomia

Historiadora diz que termo está "enraizado na cultura supremacista cristã branca". Blogueira de gastronomia acha que termo deve ser cancelado. Por favor, cancelem, antes, o coentro!

Compartilhar
Blogueira de gastronomia alega que "curry" é supremacista branco

Uma blogueira californiana de gastronomia publicou um vídeo em seu Instagram pedindo o cancelamento da palavra “curry” alegando que o termo é mal utilizado por estrangeiros para descrever qualquer prato feito no subcontinente asiático.

“Há um ditado que diz que a comida na Índia muda a cada 100 km e ainda estamos usando esse termo guarda-chuva popularizado por pessoas brancas que não se importavam em aprender os verdadeiros nomes de nossos pratos”, discursa a blogueira Chaheti Bansal, 27, em vídeo visualizado mais de 3 milhões de vezes na rede social.

A historiadora Ilyse Morgenstein Furest, professora de estudos religiosos na Universidade de Vermont e especialista em sul da Ásia, engrossa o coro da blogueira woke e atribui o termo ao “ouvido ruim do britânico”: “A palavra curry não existe em nenhuma língua do sul da Ásia que eu saiba”, disse ela à NBC News.

A professor afirma que os britânicos que chegaram à região na década de 1850 cunharam o termo e, por causa das estruturas de poder existentes, os locais começaram a utilizá-lo também.

“Os sul-asiáticos podem ter pensado: ‘OK, se esses oficiais britânicos querem curry, e eu tenho lucro, seja socialmente, politicamente, financeiramente, então eu abro uma casa de curry’.”

Segundo Furest, “curry” não deve ser usado como um termo generalista por ser “amplamente incorreto” e “enraizado na supremacia cristã branca.”

N. do E.1: Mais urgente do que o curry é o cancelamento do coentro para que se reine a paz, o bem-estar social e o estado democrático de direito.

N. do E.2: Recado para as canceladoras: tirem o dedo do meu curry!

Com informações de Sky News


Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Panela Store

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Assuntos:
Leonardo Trielli

Leonardo Trielli não é escritor, não é palestrante, não é intelectual. Também não é bombeiro, nem frentista, não é formado em economia e nem ciências políticas. Nunca trabalhou como mecânico e nem bilheteiro de circo. Twitter: @leotrielli

  • 1