fbpx

Digite para buscar

Retaliação

Sérvia revoga licença de mineradora australiana após caso Djokovic

Dias depois da deportação de tenista número um do mundo, governo da Sérvia revoga licença de mineradora alegando motivos ambientais

Compartilhar
Sérvia revoga licença de mineradora australiana após caso Djokovic

O governo da Sérvia revogou as licenças de mineração da empresa anglo-australiana Rio Tinto, na quinta-feira (20).

Segundo informa a Reuters, ​​a primeira-ministra sérvia, Ana Brnabic (foto), disse que a decisão do governo veio após pedidos de vários grupos verdes para interromper o projeto de lítio Jadar, de US$ 2,4 bilhões, que, se concluído, ajudaria a tornar a Rio uma das 10 maiores produtoras de lítio do mundo.

A Rio Tinto disse estar “extremamente preocupada” com a decisão da Sérvia e estuda medidas legais contra a decisão. Até o momento, mineradora já gastou US$ 450 milhões (cerca de R$ 2,45 bilhões) em estudos de viabilidade do projeto.

Brnabic acusou a Rio Tinto de não dar informações suficientes sobre o projeto de exploração. Em um comunicado, a empresa disse que “sempre operou em conformidade” com as leis sérvias.

Mas a deportação do tenista Novak Djokovic e a proximidade das eleições majoritárias que ocorrerão em abril próximo podem ter sido os motivos principais da decisão.

Embora a ministra tenha dito, no ano passado, que a exploração dependeria de estudos de impacto ambiental e da aceitação da população, o governo trabalhava favoravelmente à exploração do minério.

Imagem: Primeira-ministra anuncia revogação
da licença da mineradora Rio Tinto
Crédito da imagem: Divulgação/ Governo da República da Sérvia
Assuntos:
Leonardo Trielli

Leonardo Trielli não é escritor, não é palestrante, não é intelectual. Também não é bombeiro, nem frentista, não é formado em economia e nem ciências políticas. Nunca trabalhou como mecânico e nem bilheteiro de circo. Twitter: @leotrielli

  • 1