Digite para buscar

Racismo do bem

Veja 25 esquerdistas que chamaram terrorista de “supremacista branco”

Arrobas verificadíssimas, "anti-desinformação e fake news", discurso roboticamente repetido, acusação de "terrorismo doméstico branco"... até descobrirem que era muçulmano

Compartilhar
Veja 25 esquerdistas que chamaram terrorista de "supremacista branco"

O site de notícias reais, mas que parecem falsas tamanho o absurdo dos acontecimentos, Not The Bee, publicou 25 perfis que acusaram o terrorista de Colorado de “supremacista branco”, antes de ser divulgado que o criminoso, na verdade, era um muçulmano.

O Not the Bee pertence ao site de humor The BabylonBee, acusado de propagar desinformação de extrema direita.

A maioria dos tuítes que o portal publicou é de usuários verificados. Eles mostram inclusive uma publicação do cartunista brasileiro Carlos Latuff – vencedor de um concurso iraniano de cartoons sobre o holocausto (negando-o, obviamente). Abaixo traduzimos o post e os tuítes na íntegra.

Aqui estão 25 das piores reações instintivas de usuários “woke*” do Twitter que presumiram que o atirador do Colorado era branco

Por Doc Holiday

Depois de a primeira foto do atirador aparecer na internet, diversos “progressistas” presumiram que ele era branco e se lançaram à vomitar ódio e condenar a “supremacia branca.”

O assassino é, na verdade, do Oriente Médio. Um imigrante muçulmano sírio, a quem não irei nomear e cuja foto não irei postar.

Todas as vítimas eram brancas, no entanto. Incluindo um policial que “acima de tudo amava sua família e seu Senhor Jesus Cristo”. Mas – que se danem os fatos – aqui estão algumas das mais nobres porcarias anti-branco no Twitter antes da identidade do atirador ser revelada:

A “Editora de Raça e Inclusão do USA Today” diz:

“Extremamente cansada de [ver] a vida dos outros dependendo se um homem branco com um AR-15 está tendo um bom dia ou não” – Di Caro
“É sempre um homem branco furioso. Sempre.” – Hemal Jhaveri
“Chame isto pelo que ‘é: Terrorismo doméstico de um supremacista branco”
“A América tem um problema branco, macho e terrorista/ Eles estão atirando em escolas / Eles estão atirando em shows / Eles estão atirando em shoppings / Eles estão atirando em igrejas / Eles estão atirando em spas”
“Mais do que enfurecedor [saber] que o atirador do Colorado matou um policial mas foi preso vivo, enquanto os policiais atiraram em Tamir Rice que segurava um brinquedo porque o policial temia por sua vida. Como uma criança negra desarmada é mais assustadora do que um homem branco assassino em massa? Irresponsáveis”
“O atirador suspeito pelo ataque em massa de Boulder, Colorado é um homem branco. Sete mortos confirmados! Indico [que serão alegados] ‘problemas mentais’, ‘dia ruim’, ‘briga no estacionamento’ ou qualquer outra coisa que não seja o que ele realmente é: um homem branco”

Esse cara diz que “desmascara a desinformação/ notícias falsas para o fact-checking da AFP”:

E veja o que ele tuitou:

“Um ‘pobre homem branco’, que deve ter tido um mau dia ou é apenas um viciado em sexo, assassinou pelo menos 10 pessoas em Boulder. Ele foi apenas preso e não estrangulado ou baleado até a morte porque ele não era negro, pardo ou muçulmano. E, sim, ele é ‘apenas’ um atirador, não um terrorista”
“Terroristas domésticos brancos, como o de Boulder, continuam sendo a maior ameaça à América. E eles apenas o prenderam EM SEGURANÇA”
“É horrível. Nossa nação começa a se abrir [após a eleição de Biden/Harris] e os assassinatos começam. 8 vítimas 6 dias atrás. 10 vítimas hoje. Homens brancos terroristas assassinos. América, nós temos um problema”
“Precisamos realmente banir homens brancos raivosos armados”
“Comecei a ter problemas psiquiátricos na 4a série. Fui oficialmente diagnosticada aos 23. Tenho 51. Nunca tive pensamentos sobre matar pessoas, muito menos sair atirando por aí. Esta merda precisa parar. Doentes mentais NÃO são violentos. Homens brancos são. Assassinato não é doença mental.”
“Quando um homem branco com um AR-15 atira e mata um monte de gente, o motivo* é realmente relevante? *ALERTA DE SPOILER sobre o motivo: Ele estava com sentimentos (raiva, inadequação, invisibilidade, impotência, ou seja, nada especial)”
“Boulder, Colorado. Mais um tiroteio em massa. Mais um cara branco com uma AR-15. Mais uma realização da NRA [National Rifle Association]”
“Um homem branco entrou num mercado em Boulder, matou 10 pessoas, foi preso pela polícia e saiu caminhando do prédio completamente ileso. No meio da rua, a polícia matou Elijah McClain enquanto ele pedia desculpas sem ter feito nada de errado. Duas Américas distintas”
“O homem branco algemado matou 10 pessoas em um mercado em Boulder, Colorado. Emantic Bradford foi assassinado por um policial em um shopping no Alabama após ele ter direcionado clientes para uma área segura durante um tiroteio em curso. O policial que o assassinou nunca foi formalmente acusado. América”
“Descrição: ‘Polícia o levou sob custódia.’ Tradução: Ele era branco”
“Tamir Rice era um garoto negro de 12 anos de idade. A polícia o baleou em 1,7 segundos e o deixou sofrer em agonia por 4 minutos até morrer. O terrorista do Colorado é um homem branco que matou 10 pessoas, incluindo um policial. Os policiais o prenderam vivo e o ajudaram a subir na maca para os primeiros-socorros”

Pronto para Tariq Nasheed? Tem certeza?

“O suspeito de ser o atirador de Boulder, Colorado, é um homem branco chamado Ahmad Alyssa. Vários supremacistas brancos online agora tentam alegar que este homem branco não é ‘branco’, baseado em seu nome. Eles amam jogar o jogo da ‘negação da branquitude’ quando é conveniente. Então vamos tratar como um ‘crime branco'”
“Eles sempre conseguem prender homens brancos assassinos sem atirar pelas costas ou ajoelhar em seus pescoços ou colocar sacos em suas cabeças ou drogá-los ou…”
“Era tão tranquilo se preocupar apenas em não ser morta por um vírus invisível em vez de [ser morta por] um homem branco armado ligeiramente incomodado”
“Podemos mudar a cultura de direitos que inspira homens brancos a sair atirando por aí. Podemos nos livrar de armas que tornam possíveis os tiroteios em massa. Nós PODEMOS fazer estas coisas, mas a direita depende deles para financiamento, poder político e intimidação contra a democracia”
“A cultura de cancelamento que eles não querem abordar é o cara branco furioso no mercado cancelando permanentemente a vida das pessoas com um rifle de assalto. Eles abraçam esse tipo de cultura de cancelamento”

Selinho-azul “woke” antes da divulgação do nome:

“O atirador foi levado sob custódia. Em outras palavras, com certeza foi um homem branco (de novo). Se fosse negro ou pardo estaria morto”

Eeeeeeee depois….

“Vamos lamentar pelas vítimas mas não glorificar o assassino com a atenção de ter seu nome amplamente conhecido”

Com a palavra, a Senhorita Tlaib:

“A violência armada mata mais americanos do que todos os ataques terroristas modernos combinados. No entanto, toda vez que outro tiroteio em massa acontece, enfiamos nossas cabeças embaixo da terra e esperamos isto saia das notícias dos jornais. Precisamos de coragem para enfrentar a supremacia branca + violência armada”

Ah, e a sobrinha de Kamala:

“O tiroteio em Atlanta não tem nem uma semana. Homens brancos violentos são a maior ameaça terrorista ao nosso país. Eu vi Boulder nos trendings e soube imediatamente. Meu coração está com todos que foram afetados por esta tragédia terrível”

Ela soube “imediatamente”, sim.

Que vergonha.

Aqui está o que eu sei:

A política de identidade é uma doença.
E o racismo é errado – não importa a raça perseguida!

*Segundo a Wikipedia, “Woke”, como um termo político de origem afro-americana, refere-se a uma percepção e consciência das questões relativas à justiça social e racial. O termo deriva da expressão do inglês (…) “stay woke” (em português: continue acordado ou desperto).
No final da década de 2010, “woke” foi adotado como uma gíria mais genérica, amplamente associada à políticas de esquerda, causas socialmente liberais, feminismo, ativismo LGBT e questões culturais (com os termos woke culture e woke politics também sendo usados). (…) Seu uso generalizado desde 2014 é resultado do movimento Black Lives Matter.


Seja membro da Brasil Paralelo por apenas R$ 10 por mês e tenha acesso a horas de conteúdo sobre liberdade de expressão!

Entenda o pensamento do maior psicólogo da atualidade: Jordan Peterson – Entre a Ordem e o Caos!

Faça seu currículo com a CVpraVC e obtenha bônus exclusivos!

Conheça a Livraria Senso Incomum e fique inteligente como nós

Vista-se com estilo e perca amigos com a loja do Senso Incomum na Vista Direita

Assuntos:
Leonardo Trielli

Leonardo Trielli não é escritor, não é palestrante, não é intelectual. Também não é bombeiro, nem frentista, não é formado em economia e nem ciências políticas. Nunca trabalhou como mecânico e nem bilheteiro de circo. Twitter: @leotrielli

  • 1